quarta-feira, 1 de junho de 2011

IBGE planeja mapear recursos naturais do País até 2014

"O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) iniciou o processo de montar um grande banco de dados de Contas Econômicas Ambientais, que englobarão desde dados sobre estoques no meio ambiente, como também o aproveitamento destes estoques pelos fluxos produtivos do País. A informação partiu do presidente do instituto, Eduardo Pereira Nunes.

Ele explicou que o lançamento hoje da pesquisa "Geoestatísticas de Recursos Naturais da Amazônia Legal", cujo ano de referência é 2002, faz parte de um projeto maior do IBGE, de montar as Contas Econômicas Ambientais. Ele lembrou que o instituto apura a captação de recursos no meio ambiente para o processo produtivo por meio das Contas Nacionais. Mas a apuração de dados dos estoques existentes no meio ambiente que são utilizados no processo produtivo ainda não foi completada.

Portanto, a intenção do IBGE seria divulgar publicações sobre a quantidade de estoques existentes, em termos de recursos naturais. "Queremos começar com a Amazônia Legal, e depois completar esta apuração do território brasileiro até 2014. É um trabalho de longo prazo", salientou Nunes. Com o término da apuração dos recursos naturais existentes no solo brasileiro, o passo seguinte seria mesclar estas informações com as de recursos utilizados no fluxo produtivo, produzindo assim uma base de dados de Contas Econômicas Ambientais do País.

A próxima publicação será sobre recursos hídricos da Região Nordeste, que deve ser divulgado ainda este ano, de acordo com o diretor de Geociências do IBGE, Luiz Paulo Souto Fortes. "Queremos começar pela Amazônia, ir para o Nordeste, descer ao Sudeste e finalizar com a região Sul, até 2014", detalhou o especialista.

Ainda segundo Fortes, até o final do ano, os dados da publicação lançada pelo IBGE hoje estarão mesclados às informações da Infraestrutura Nacional de Dados Espaciais (INDE), serviço de dados ligado à Comissão Nacional de Cartografia, órgão colegiado do Ministério do Planejamento."

Fonte clique aqui.

Um grande abraço a todos.
Fabrício

domingo, 29 de maio de 2011

sábado, 28 de maio de 2011

Converter arquivos KML em Shapefile

Olá pessoal,

Mais um script muito bom no site da Esri. Muitas vezes necessitamos converter um arquivos KML em Shapefile e esse script executa a tarefa detro do ArcView, facilitando o nosso trabalho.

Basta acessar o site da Esri e realizar o download. O arquivo vem com todas as instruções e para carregar a ferramenta faça o seguinte:
1) Inicie o ArcMap e abra o ArcToolbox;
2) No ArcToolbox, clique com o botão direito em ArcToolbox;
3) Clique em add toolbox, navegue até KML_to_SHP.tbx (ou KML_to_SHP_9_2.tbx),
e clique em Abrir;
4) Clique na caixa de ferramentas Converte KML to SHP. A
caixa de ferramentas contém o script Convert KML to SHP;
5) Dê um duplo clique no script para executá-lo e bom trabalho.

Outra forma de converter KML em shapefile é acessar o site Zonum Solutions e acessar uma ferramenta on line desenvolvida por esta empresa.

Um grande abraço a todos.
Fabrício

quarta-feira, 25 de maio de 2011

Python no ArcGIS 10 - Curso grátis

Olá pessoal,
Com a nova versão do ArcGIS Desktop 10 o script Python está totalmente integrado ao ArcMap e ArcCatalog, permitindo criar e automatizar fluxos de trabalho de GIS com rapidez e facilidade. 

Para quem não sabe no site da Esri há um curso básico de como usar o Python no ArcGIS Desktop 10. Este curso apresenta o Python no ArcGIS Desktop e mostra como você pode usar scripts para aumentar a produtividade e a qualidade de seus mapas e dados. A apresentação aborda como usar o novo mapeamento do módulo ArcPy para manipular documentos de mapa e camadas. Para fazer o curso basta se cadastrar no site e acessar as apresentações e os exercícios. Lembrando que o curso está em inglês.

Clique aqui para acessar o curso.

Um grande abraço a todos.

Fabrício